24H disponível para os Enfermeiros

Número de Enfermeiros para as 35 Horas

Categoria: Número de Enfermeiros para as 35 Horas

Vamos fazer um exercício de matemática

 

38.089 é o número de Enfermeiros, em Dezembro de 2014.

Corresponde a 1/3 do total de trabalhadores do Ministério da Saúde.

Este número de Enfermeiros, a trabalhar cada um 40 horas por semana produzem 1.523.560 de horas.


Mas se fizerem só 35 horas semanais produzem 1.333.115.


Entre as 40 que praticam e as 35, que vão praticar, há uma pequena diferença de 190. 445 horas, para cobrir.

Ora, um Enfermeiro trabalhará 35 horas semanais e se a diferença é de 190.445 horas , vamos precisar de as dividir por 35 horas para sabermos quantos Enfermeiros são necessários para as executarem?

A calculadora informa:

São precisos 5.441 Enfermeiros.


E quanto vão custar?

Se o vencimento mínimo, por Enfermeiro é de 1200€/mês por unidade;

os 5.441 Enfermeiros necessários vão custar por mês 6.529.200€


Mas, como o ano tem 12 meses mais os dois das férias e Natal , ao multiplicarmos esta verba mensal por 14 fracções temos a soma de 91.408.800€./ano.


Portanto, se o PM diz que a palavra dada é a honra, ou, por outras palavras : "palavra de rei não volta atrás " , não percebendo eu muito de Orçamentos do tamanho do OE, e se da palavra dada faz parte o não aumento de despesa, como vai resolver esta infâmia de que os Enfermeiros estão a ser vítimas.


Todavia, a exibição do sindicalista do Sindicato dos Enfermeiros com "P", para fingir que está a negociar com os Sindicatos dos Enfermeiros, só pode ser uma brincadeira de mau gosto.

O argumento da democraticidade da dita "geringonça " só funciona para o assalto ao poder?

Perante a exploração bárbara dos Enfermeiros, que a matemática não deixa esconder, se vem o filhote da CGTP/PCP negociar em nosso nome, a safadeza ainda é mais desenvergonhada e desonrada.

Desta vez não vão repetir o que fizeram com a destruição da carreira!...

Só que esta luta não é só nossa!

É vossa, pois sois as vítimas de tanta malvadez e desonestidade de partidários falidos...


 <<<<<<<<<<<<<000>>>>>>>>>>>


Perante isto, é oportuno acrescentar, uma dúvida legítima:


Por que é que o Diabo os fez assim tão, tãotão...?

Ainda na área das matemáticas, suponham quantos Enfermeiros faltam, estando, ainda,  a praticar 40 horas semanais!

Sabem como chegar a esse número com exactidão?

É muito simples e muito fácil.

Vamos imaginar que os 38.089 Enfermeiros têm um débito de cerca de 100 horas (eu sei que muitos têm um débito muito maior).

Logo: se 38.089X40H=1.523.560;

se 38.089X35H=1.33.115;

se 38.089X100h , o tal débito imaginado, a cada unidade Enfermeiro é = 3.808.900 horas de débito.


Vamos, portanto, dividir as 3.808.900 horas por semanas de 35 horas para saber de quantos Enfermeiros precisamos, para pagar o débito: se for pago numa semana de 35 horas = 108.825, 7, precisamos, pois, de 108.825, 7. Reparem nesta enormidade que o SE, com "P" esquece, ou ignora...

Mas se fosse para pagar em 4 semanas; dividimos 108.825,7 por 4 e teremos 27.206, 4 Enfermeiros, tantos quantos os necessários para pagar o débito, nas 4 semanas;

E se fosse para pagar num ano, de 52 semanas, basta dividir 108.826,7 por 52 semanas e são necessários 2.092,8 a trabalharem 52 semanas para pagar o débito de X horas, que o Ministério da Saúde e ou das Finanças podem conseguir com realismo, requerendo-o de cada instituição das que enformam o SNS. (José Azevedo)

© 2017 Sindicato dos Enfermeiros
by Estudio Digital
Back to Top